Voltando das férias!!!


Oi Pessoal!!!!


Estou retornando às minhas atividades, ao meu mundo maravilhoso do artesanato e ao corre corre do dia a dia, pois que graça teria se não fosse assim, não é mesmo?
.

Prometo responder todos os comentários em breve e colocar aqui muuuuuitas novidades, pois adoro compartilhar idéias e um pouco mais com vocês! :)

Um grande abraço,
Beijinhosss
Carine

Nosso Brasil Brasileiro!!!

Olá Meninas(0s)!!!
Desculpem a minha ausência, estou longe da net por um tempinho, mas bem pertinho das belezas naturais do nosso Querido Brasil, isto mesmo, de férias por aqui, poucos dias mas dias muito bem vividos!!! :)


... e tudo muito rápido, assim como nossos dias de artesãs, volto para os Emirados semana que vem e então respondo todos os emails e comentários carinhosos que tenho recebido, e claro... voltarei com muitas novidadesss.....
Um beijo grande :)
Carine

Pokkuru - Doceria de bijou




Nome: ki kuroiva
Idade: 25
Marca: pokkuru
Local: atualmente, sao paulo. originalmente, varsovia, polonia.

"Crafter" como hobbie ou profissão?
agora, full time job :)


Descrevendo o seu universo craft?
muitas ideias, muitas cores, tédio ao repetição, muita bagunça, pessima organização ;)


E foi assim tudo começou?
eram vários etapas, na verdade. eu escreveria em pontos, li que as pessoas preferem ler textos bem organizados vizualmente na internet ;)
mas minha avó não merece estar num ponto...
então vou contar os fatos que levaram ao surgimento da pokkuru.
primeiro, vim pro brasil e conheci o paraiso / inferno da rua 25 de março. um universo nada parecido com qualquer coisa que conheci até o momento. depois, minha avó, a pessoa mais amada e extraordinária que eu conheci, faleceu. comecei fazer alguns brincos como terapia mesmo, pra não chorar. depois voltei pro meu pais, a polonia e por acaso descobri o fimo. minha tia comprou pra minha prima de 10 anos e eu quis pra mim também. ai comecei a procurar tutoriais e dicas na internet, pois tudo tava muito torto. aos poucos, saia mais direitinho. na epoca eu trabalhava com tecnica chamada millefiori. http://farm4.static.flickr.com/3388/3525375337_dc76696bd7.jpg









A sua marca surgiu?
continuando a história: quando as minhas millefiori ja estavam aceitaveis, comecei fazer bijuterias e precisei criar uma marca. uma noite sonhei com o nome pokkuru e decidi que serviria muito bem como nome da marca. mais ainda toda a aventura era bem bebezinha.
foi so depois que eu voltei pro brasil que comecei fazer doces. criei um logotipo mais bonito (mas ainda não estou 100% satisfeita com ele, já penso em mudar de novo! ;), a loja, o blog. mas era só quando eu mudei de emprego, e pra pesar de todos, o emprego novo não deu certo (problemas com papelada, não comigo, tá! ;) que falei: ah, que se dane, pelo menos agora vou ter tempo pra me dedicar de verdade ao meu proprio negócio. e aqui estou, diante de vocês, graças à minha avó e ao ministério chato que não quis me contratar ;)






Suas fontes de inpiração?
cores e sabores, docerias, sorveterias e padarias ;) sensações de todos os sensos. e claro, minhas queridas clientes que sempre tem ideias e sugestões, seus doces favoritos em quais eu ainda não pensei :)







Os materiais e as cores que mais te encantam?


cores. oh, cores. todos. eu sou pessoa de cores, sempre fui. cores são vida, inspiram emoções, influenciam o jeito como se sentimos, evocam sensações, memórias perdidas, lugares conhecidos e desconhecidos, sabores e sonhos. não consigo viver entre paredes brancas. alias, a maior mistificação deste mundo é o mito que o branco combina com tudo. branco é chato, minha gente, com muito poucas excepções. adoro esmaltes coloridos (infelizmente não consigo muito pintar as unhas porque o fimo dissolve o esmalte ;) durmo melhor em lençois de cor intensa.agora materiais... tanto tempo e o fimo ainda me encanta. é um material que oferece quase infinitas possibilidades. bem que agora eu praticamente so uso duas tecnicas, mas mesmo assim... sei que posso fazer muito mais. sei que posso inventar e o material vai me permitir o exito desses experimentos. um dia gostaria de trabalhar com feltro. feltro verdadeiro, de lã, não sintetico. gosto de costurar, mas geralmente não tenho muita paciencia. gosto de fazer tricô no inverno, não me chateia tanto como antigamente. ADORO pintar as paredes. e outras coisas. cortar estencils. o meu sonho é ser designer de interiores. ainda tenho esperança que um dia vou voltar a sentir a textura de tinta ao oleo nas canvas e aqueles pasteis oleosos sobre papel de aquarela. bom, ponto. eu viajo, a minha cabeça é cheia, não me deixa dormir ;)

Suas preferências ao criar?
no silencio e solidão. ou com musica boa, na solidão. a noite. de madrugada. coisas novas. gente, eu sei que vocês adoram, mas chega de pulseira de bolo floresta negra, por favoooor? não aguento mais hahahha! ;)

Você trabalha sozinha ou possue uma equipe? Conte um pouco como é sua rotina de trabalho?
sozinha e solitária. é dificil contar sobre a minha rotina, já que eu não tenho nenhuma ;) trabalho quando quero, ou quando preciso, nunca antes do meio dia, geralmente depois da meia noite. as vezes nos finais de semana. preciso me organizar um pouco mais nesse ano novo, serio. MUITO SERIO. ;)







Ao caminhar, conte sobre seus projetos e ideais?


oh, eu realmente gosto muito de pensar caminhando. quando meu corpo está em movimento, parece que a minha mente fica mais movimentada também. projetos pra esse ano novo: - focar nas vendas para exterior, já que em alguns meses eu vou voltar pra europa. minha loja na etsy, principalmente.- focar nos projetos que envolvem palavras em vez de coisas palpaveis. algumas traduções, começar realizar o projeto de livro sobre survival em sao paulo.ideais? eu só queria muito que as pessoas parassem um pouco pra pensar no que podem fazer pra ajudar esse planeta tal maltratado. consumo consciente, quando possível. reciclagem de lixo, minha gente, não requer habilidades sobrehumanas, sério. pequenas coisas de dia-a-dia fazem diferença sim.ah, e pra que perder tempo precioso dessa vida fingindo? uma amarga sinceridade vale mil doces falsidades.


Um conselho para quem está iniciando?
- investir em internet. se promover no sites especializadas ou que tem muito trafego. medias sociais é o futuro. orkut, facebook, twitter, flickr etc. respeito quem faz bazares e feiras, eu não tenho saco, mas isso não dispensa ter algum lugar no internet onde apresenta BEM seus produtos. é uma coisa que aprendi no meu trabalho otherwise horroroso - quem não tá no internet, e principalmente no google, hoje em dia NÃO EXISTE. quer fazer sucesso ou sempre ser uma desconhecida artesã local? entao supera essas desculpas do tipo "eu não sei mexer" ou "esqueci a senha". vamólá!- apresentação é tudo. nem digo que eu estou craque, porque ainda tô longe. mas pelo menos fotos boas, de perto, mostrando detalhes, nem falo de foco, estilizadas e editadas em photoshop é o básico. tem vários tutorias que ensinam como fazer para as coisas terem aparencia profissional no internet, também nacionais. não tenha medo em pedir dicas ou ajuda de pessoas, cuja arte voce adimra na internet. na maioria dos casos, elas vão te ajudar com muita boa vontade.


Uma dica(s) sua de artesanato?
faz algo diferente. que ninguem fez antes. ou então, que poucas pessoas fazem. e procura ser o melhor nesse segmento. visa a qualidade. se te falta inspiração nacional, se joga nos sites e blogs gringos. mesmo se voce não entende texto, tem fotos. busca ideias novas. tenha coragem. pensa outside the box. seja verde, além de ser bom e ético, está na moda.




Na sua opinião qual o diferencial do artesanato do Brasil com o artesanato de outras partes do mundo?
pra começar, eu tenho que admitir que tenho um certo receio com palavra "artesanato". de pronto, me vem em mente essas havaianas toscas "personalizadas" - com todo respeito, conheco pessoas que fazem havaianas superfofas e originais. ou pano de louça pintado. ou rendas do nordeste. ou pintura passo a passo de revista. de um lado, o artesanato no brasil é muito mais popularizado e incentivado do que de onde eu venho. ou qualquer lugar na europa que eu conheço. existem lojas, ruas inteiras especializadas, revistas e tudo mais. o material é de fácil acesso e barato. isso é muito legal. por outro lado, porém, muito disso que sé vê nessas revistas, nas anas marias bragas e etc, é muito repetitivo, pouco criativo. eu admiro muito as donas de casa americanas, por exemplo, que fazem blogs bem ilustrado, bem fotografado do seu dia a dia, que objetivamente olhando, é nada especial. mas a maneira como elas nos mostram, a criatividade, as fotos, as receitas, o esforço delas faz com que a gente vê as vidas delas - talvez não tão diferentes das nossas - como algo muito mais mágico, especial, diferente, artistico. elas fazem a vida - talvez vida chata de dona de casa e mãe - parecer arte, ou pelo menos, é bem estilizada ;)as europeias também fazem isso, menos com jeito de dona de casa, mais como uma artista da arte util. e é assim que eu gostaria de ver artesanato. mais como design e arte util no nosso cotidiano, o enfeite das nossas vidas tão corridas.







Se vc fosse um aviamento, qual vc seria?


heh, eu não trabalho com aviamentos, mas me imagino como uns 20 metros de renda belga feita à mão no seculo passado totalmente bagunçada e com nos impossíveis, com manchas de café.




Uma pequena lição de vida sua:


paciencia. força. fé que você vai um dia conseguir fazer do seu jeito.que tudo chega no seu tempo. se você tem dúvidas que algo é verdadeiro no começo, é bem provável que mais cedo ou mais tarde vão se provar verdadeiras. sinceridade uber allles. quem não aceita, não aguenta sua sinceridade, estranha, faz cara feia, seriamente, não vale a pena perder seu tempo.




Como a internet influencia o seu trabalho?


totalmente. eu só vendo pela internet, na maioria dos casos só tenho contato com minhas clientes pelo internet, email, twitter etc. algumas clientes viraram minhas amigas na vida real. preciso me esforçar para não deixar as meninas por muito tempo sem novidades, para sempre criar coisas novas, para manter a atenção, já que no internet tudo é muito momentáneo tudo é agora. por exemplo, no twitter, o que aconteceu 5 horas atrás, não existe mais. por outro lado, é de internet que vem as propostas de parceria, as oportunidades, as pessooas que com tanta gentileza tem vontade de promover a pokkuru, como a quiane e carine aqui :) é no intenet também que eu busco ideias, sugestões, soluções.


Qual o endereço do seu blog?

Entrevista com Quiane - Evelize Xavier

.

Oi Meninas,

Mais uma entrevista muito especial, da Evelize Xavier, muitas de vocês devem conhecer o belo trabalho que ela faz, aliás ela tem trabalhos em muitas revistas de artesanato!

Esta foto abaixo é de uma das matérias dela recém publicada:

Não percam a entrevista da Evelize lá no Entrevista com Quiane, o blogue de entrevistas de artesãs do mundo todo e cheias de talento, confiram!!!

Uma ótima semana para todas!!!

Beijinhosss

Carine

Evelize Xavier

.
Nome: Evelize Xavier
Idade: 38 anos
Marca: Evelize Xavier
Local: São Paulo - SP
.
.
"Crafter" como hobbie ou profissão?

Trabalho com artesanato profissionalmente. Participo de Feiras dirigidas ao segmento, além de comercializar meus produtos em lojas de decoração.

Descreva o seu universo craft:

Faço artesanato desde os 10 anos de idade. Apesar de advogada por formação, sempre tive o artesanato andando paralelamente à minha formação profissional. Minha maior realização é a arte de transformar algo sem graça em algo de encher os olhos. Gosto muito de pintura em madeira, patchwork, feltro, enfim, gosto de muitas coisas desde que sejam obedecidos os seguintes critérios - bom gosto e qualidade nos materiais utilizados. Não abro mão da qualidade!
.

E foi assim tudo começou...

Aos 10 anos comecei a fazer aulas de tricô e crochê. A partir daí, sempre estive envolvida com algum tipo de arte. Na época da Faculdade, eu fazia sabonetes e vendia para as colegas da Turma. Em 2003, comecei a fazer algumas aulas de pintura para adquirir técnicas especiais. Quem via meus trabalhos em casa, me pedia para dar aulas, vender as peças. Em 2005 resolvi abraçar o artesanato como profissão. Publiquei vários trabalhos em revistas especializadas, participei de todos os programas femininos que temos em canais abertos (inclusive Ana Maria Braga) e, em 2008 fui convidada a trabalhar na área de criação de um atelier de decoração infantil, aliás, diga-se de passagem, o maior atelier de decoração infantil existente no país. Permaneci neste atelier até o final de 2009, onde, desde então, tenho retomado meus contatos com lojas de decoração.
.
Como a sua marca surgiu?

Já tive uma marca (House Keeping Atelier). Ela surgiu da vontade de criar uma identidade própria ao meu trabalho. Mas, confesso, o nome acabou ficando um pouco difícil de ser pronunciado. Hoje, acho que não há melhor marca que nossa própria, ou seja, resolvi usar o meu próprio nome como marca.



Quais são suas fontes de inpiração?

Busco inspiração em tudo! Mas, estou sempre antenada em sites de decoração (vejo diariamente), sempre assisto aos quadros de artesanato dos programas de TV, vejo muitas revistas nacionais e importadas, enfim, estou sempre em busca de novas descobertas, a fim de manter meu olhar sempre treinado a identificar o que temos de melhor e mais interessante no mercado.

Quais suas preferências ao criar?

Gosto muito de trabalhar com costura manual. Já desenvolvi vários tipos de peças, mas, gosto muito de peças funcionais, decorativas, que chamam atenção no ambiente.


Você trabalha sozinha ou possue uma equipe?
Conte um pouco como é sua rotina de trabalho:

Trabalho com minha irmã, Andréia. Acho que nosso trabalho se completa. Não levo nenhuma peça adiante sem a opinião dela e vice-versa. Acho que criamos uma harmonia, onde conseguimos enxergar o que a outra não percebe, a fim de melhorar o resultado e apresentação de um trabalho.

Ao caminhar, quais são seus projetos e ideais?

Pretendo continuar desenvolvendo meus trabalhos e vendendo a lojas de decoração.

Sua sugestão para quem está iniciando:
.
Só faça deste hobby uma profissão se você amar isso de todo coração. Esta profissão é tão difícil como qualquer outra. Não espere facilidades só porque se trabalha com hobby. Ao contrário. Tem muita gente fazendo e, você só irá se destacar se realmente for profissional e se levar este trabalho com muita seriedade e comprometimento.
.

Deixe aqui algumas dicas de artesanato:
..
Procure aprender novas técnicas com pessoas que se destacam em suas áreas. Trabalhe com materiais de primeira linha. Não vale a pena fazer um trabalho primoroso com material que não valorize sua mão-de-obra.

Na sua opinião qual o diferencial do artesanato do seu país com o artesanato de outras partes do mundo?
.
Basicamente o que diferencia nosso artesanato de outros são os materiais (temos materiais muito bons) e a mão-de-obra. Nossos tecidos são maravilhosos (Fernando Maluhy e Telanipo são os que eu uso) e não deixam nada a desejar aos importados. Obviamente que, temos muito a aprender com as americanas quando se fala em patchwork e scrapbooking. Até porque, estes materiais são bem caros e pouco acessíveis à maioria das pessoas por aqui. Mas, o que dizer do nosso fuxico, tão nosso e tão lindo?

.
Se vc fosse um aviamento, qual seria?
Eu seria uma sianinha (adoro!!!!!!!!)
.
Uma pequena lição de vida:
.
Não tenho a pretensão de ser exemplo a ninguém mas, se eu puder te deixar uma dica, é de que faça tudo com muito amor, com boas energias, com alegria. Fiz um trabalho para a VIVO, que seria distribuído nas lojas dos shoppings no Dia dos Namorados. Em cada uma das peças, eu pedia a Deus que através daquele pequeno objeto chegasse bençãos a cada lugar por onde passasse. Sou fã da frase "Faça o que for, faça com amor".

Como a internet influencia o seu trabalho?
.
A internet é uma inesgotável fonte de inspiração e de troca. Através dela, podemos saber o que as pessoas pensam, do que gostam, enfim, a maior revolução da nossa geração.


Qual o endereço do seu blog?

http://www.evelizex.blogspot.com/

add