Artesã moderna - Gerenciando encomendas!

Oi Meninas,
.
Esta semana comentei aqui sobre a artesã moderna, eu e algumas meninas continuamos atrás da "fórmula secreta" para dar conta de tantas tarefas que desempenhamos. Mas hoje falarei de outro assunto bastante importante para nós, as encomendas!

Com a ajuda da internet conseguimos gerenciar as encomendas de forma prática, negociamos com clientes atráves de emails, as vezes via centena de emails, o que nos faz ficar um bom tempo preso ao computador, a impressão que fica é que o tempo está passando e as nossas tarefas estão ficando para trás, você também já teve esta impressão ou será que isto acontece só comigo???

O tempo é muito valioso, dizem os antigos que "tempo é dinheiro", concordo plenamente com eles, mas será que podemos colocar no custo do nosso produto este tempo que dispensamos ao gerenciar uma encomenda??? Muitas vezes me pego a pensar nisto, as veses penso assim: Se eu tivesse funcionários para desempenhar esta função, eu teria que pagar à eles por este serviço, certo? Então, chego a conclusão que sim, ao fazer o custo do produto, é importante acrescentar no tempo de produção da peça o valor do meu tempo, desde a negociação da encomenda até o produto ficar pronto. O que vocês acham desta teoria, será que é demais cobrar pelo nosso tempo???

Vou aguardar a sua opinião, que realmente é muito importante para mim!!!

Obrigada ; )

Beijinhosss... Carine

19 comentários:

Jackie Sotero disse...

Carine, tenho essa impressão também,rsrsrsr. E não errado cobrar pelo tempo não afinal ele também faz parte da eleboração e confecção de cada um deles.

bjo

Sonia/sbspsp disse...

É justo sim, cobrar pelo seu tempo. Esse tempo que vc passa negociando e preparando a venda, vc poderia estar fazendo seus trabalhos para outra encomenda... então ele está custando dinheiro sim.
bjs
Sônia

ANA LÚCIA disse...

É mesmo para se pensar. A cada minuto que nós artesãs perdemos deixamos de produzir e com isto perdemos dinheiro sim.
Bom dia,
Ana

Nani disse...

Oi Carine
Eu costumo avaliar tudo desde embalagens e tempo para embalar e arrumar,ida ao correio,tempo até fechar a encomenda porque às vezes são muitos emails até combinarmos a encomenda e faço um valor justo.Por isso o trabalho artesanal é diferenciado do produto feito em fábrica e explico também para os clientes que para quantidades maiores não tem desconto pois o produto é feito um a um ,feito a mão e estará levando algo diferenciado. É uma pena que muitos artesãos não entendam isso e só avaliem pelo valor dos materiais,querem ganhar na quantidade que vendem e não percebem que podem até ter riscos de saúde como a L.E.R(Lesões por esforços repetitivos),isso só desvaloriza o nosso trabalho,e muitos clientes acham que temos que ter preços de fábrica.
Bjs
Nani

Vanessa Biali disse...

É verdade, Carine! Precisamos contabilizar esse tempo. O atendimento personalizado faz parte do nosso negócio e da produção das nossas peças. Na minha opinião, um trabalho artesanal também envolve um "atendimento artesanal", ou seja, um atendimento especial e particular para cada cliente, para cada compra... Acredito que esse atendimento é tão importante quanto a peça em si.
Beijos,
Vanessa

Jaqueline Souza Passos disse...

Olá!
Creio sim que deva ser avaliado e incluso o tempo gasto na negociação, pois ele faz parte da preparação do produto final.
Bjuss...
Jaque

Virginia disse...

Acho que é justo sim cobrar pelo tempo, afinal de contas deixamos de lado muitas coisas para nos dedicar aos trabalhos manuais, o problema é que as pessoas ainda nao aprenderam a valoriza-lo. Mesmo assim continuamos apaixonadas pelo nosso trabalho e contando sempre com o carinho das nossas amigas blogueiras que nos dão força. Entao: VAMO QUE VAMO.
bjinho
Virginia

♥ Carine Calé ♥ disse...

Oi Menina,

Vejam só quantas opiniões acima, cada uma contribuindo com suas experiências, concordo com vocês e agradeço, é muito bom saber do ponto de vista de cada uma, vou aprendendo, refletindo, isto fortalece todas nós!

Obrigada!!!!!!

Beijinhosss... Carine

Kawaii Biscuit disse...

Oi Carine!
Comecei agora a vender pela internet e realmente consome muito tempo da gente. Não imaginava que tinha que trocar tantos emails assim com as clientes até fechar o pedido. Acho justo cobrar por isso.
Bjs, Rosa.

MariClauArt disse...

Carine, bom dia! Concordamos plenamente com você. Acreditamos também que o custo deve ser colocado sim sobre os produtos, afinal perdemos tempo respondendo os e-mails, principalmente quanto a elaboração das peças. Beijos e fique com Deus. Claudia e Mariana

Quiane disse...

vou deixar aqui uma dica que eu criei e que uso há 1 anos e tem funcionado muito bem pra mim.
Eu trabalho com 2 valores, 1 preço para os produtos feito a mao e com moldes prontos e outro preço para produtos mais presonalizado ainda
ex: a cliente quer uma fofucha fadinha. Essa já tenho o molde ,ela escolhe os detalhes que deseja e faço(posso mudar cor de cabelo, cor de roupa a vontade).
Outra cliente quer uma fofucha de calça jeans e chapeu de palha. OOps, nunca fiz de chapeu de palha, entao terei que desenvolver o molde certo? O valor pra essa encomenda é maior pois terei mais tempo de troca de e-mails, mais tempo para criar, desenvolver moldes,mandar fotos, aprovar o projeto e fazer do jeito que ela quer.
embora os dois exemplos sejam de um trabalho manual, fazer com um molde pronto é muito mais fácil do que desenvolver um molde para uma cliente e de repente nunca mais vamos usar para outra encomenda. eu gosto de criar modelos mas nao é todo dia que estamos inspiradas e nao sao todas as artesas que sabem criar,aprendi a valorizar a minha inspiração.

espero que nao tenha ficado confuso!

essa é a minha dica
bjus
Quiane
www.arte-com-quiane.blogspot.com

Louise Gusmão disse...

Oi Carine!

Excelente post!
Sempre penso nisso, pois recebo muita encomenda em que o cliente quer "personalizar", digamos assim, o produto e daí até que a encomenda seja aprovada é necessário dispensar grande parte de nosso tempo. Acho que devemos sim, colocar tudo na ponta do lápis; participei de uma palestra sobre empreendedorismo para artesãos no sebrae, e esse ponto foi um dos mais discutidos, calculo tudo, desde o material até a energia gasta, inclusive o tempo gasto com os contatos e principalmente a qualidade do meu trabalho, apesar de muita gente preferir preço à qualidade.
Adorei a dica da Quiane, ótima idéia para peças mais elaboradas, onde temos que gastar mais tempo no projeto que na confecção. Aprovadíssima vou colocar em prática!

Beijocas ;)

Lou

Fernanda disse...

Oi Carine,
assunto muito bom.Mas é sempre encontrar um meio termo que agrade a cliente e artesão.
Sinto que com o tempo, todas nós achamos o melhor jeito para trabalhar...
Eu sempre vou mudando o meu e tentando melhorar...
Bjs e adorei o post..
fernanda

Luciana F. Damiano disse...

Puxa Carine, confesso que nunca tinha pensado nisso...e olhe que sou dessas que perco um tempão no pc até a cliente estar satisfeita com o pedido que vai fazer, rsrs. Gostei da dica da Quiane, preciso amadurecer esssa idéia!! Mas sou péssima para os cálculos....

bjks

♥ Carine Calé ♥ disse...

Meninas, é muito bom ouvir as dicas e opiniões de vocês, muito obrigada estou adorando os comentários, que bom ter amigas artesãs e modernas que tem sempre algo a acrescentar!!!

Beijinhosss... Carine

atelie retalhos e feltros disse...

carine,qdo comecei a confeccionar minhas peças,eu calculava apenas pelo material gasto,hoje faço calculo tudo,até da gasolina ou passagem de onibus q gasto p buscar material ,embalagens,tempo q fico sentada no pc,luz pq fico com cola quente ligada muito tempo ,as peças q faço e clientes nao gostam e tenho q fazer outras até chegar no gosto delas,e mesmo assim algumas acham caro pedem desconto,qdo dou desconto faço um descontinho mínimo,nosso trabalho é um trabalho q tem q ser valorizado e muitas pessoas nao veem isto...bjoss
Luciene
atelie retalhos e feltros

Tecendo Sonhos disse...

Carine, realmente vc esta certa ao colocar os custos todos numa encomenda! Infelizmente no Brasil não temos muitos incentivos a produção da artesã moderna... mas tentamos!! Eu acredito que devemos sim valorizar muito nosso trabalho e contabilizar todas as "despesas" de tempo, material e de mão de obra, mesmo que isto nos custe uma venda a menos!!
Beijocas e sucesso!!
Andreza

Mariane Prospero Polins disse...

Adorei todas as dicas e concordo com a Quiane, mas resta uma dúvida: o cliente pagará por isso tudo? Prefiro vender peças prontas e mesmo assim me rendem vários emails.

A felicidade passou por aqui...Anápolis - GO disse...

Carine, amo seu blog, sempre estou por aqui.Concordo com a Luciene ( Atelie retalhos e feltros), nosso tempo tbm deve ser incluido e contabilizado, ele tem um valor, com certeza.

add