Louise Gusmão



Nome: Louise dos Reis Gusmão Andrade
Idade: 42
Marca: Louise Gusmão
Local: Salvador - Acolhida em Natal, RN - há quase 05 anos.


"Crafter" como hobbie ou profissão...

Começou como hobbie, hoje é, com muito orgulho, a minha profissão. Apesar de muitos ainda torcerem o nariz quando respondo: “Sou artesã"; o faço de "boca cheia", pois, consegui conciliar prazer e paixão com profissão, e sou muito feliz com esta escolha.


Descrevendo o seu universo craft...
Nossa... Vivo, respiro e sonho com o que faço, não consigo mais pensar minha vida sem meus tecidos, linhas, agulhas e aviamentos. Tudo misturado a muita cor, amor e persistência. Estou sempre à procura de melhorar a qualidade do meu trabalho, com a minha mente voltada a criar, misturar texturas e cores, sempre experimentando... Se não der certo, faço novamente até que fique exatamente como quero, chego a ser chata às vezes... rsrsrs





E foi assim tudo começou...

E tudo começou pela curiosidade de conhecer o artesanato, sempre adorei passear pelas feirinhas que aconteciam no verão de Salvador e sempre admirei e até invejei quem transformava toda aquela matéria prima em arte, só não sabia que também podia fazer o mesmo, então comecei a tentar e passei por muita coisa, muitos tipos de artesanato, mas foram os tecidos, as linhas e os aviamentos que me seduziram e me trouxeram para esse mundo de cores e misturas, onde eu tenho toda a liberdade para criar. Uma amiga me emprestou uma máquina, uma outra me incentivava a costurar, mesmo nunca tendo sentado à frente de uma máquina e foi na base da tentativa, erro/ acerto, e com muita força de vontade, luta e amor, que hoje sou eu quem está atrás dos balcões das feiras que frequento, divulgando o meu trabalho com muito orgulho.


A sua marca surgiu...
Isso na verdade, foi um acaso. Certa feita vendi em uma feira, umas bolsas a uma moça de Belém, mas ela impôs como condição para levá-las, que eu colocasse uma etiqueta com o meu nome nas bolsas; como eu não tinha tempo hábil nem ferramentas disponíveis na feira para fazer isso, lancei mão de um viés, que por acaso estava junto com os aviamentos que sempre levo para as feiras e com uma caneta dessas de marcar DVD, assinei meu nome (optei pelo “Gusmão” do meu sobrenome por ser o mais forte) e costurei à mão na parte de dentro das bolsas. Daí por diante, nunca mais deixei de “assinar” os meus trabalhos e continuo fazendo isso de forma artesanal, com caneta de ponta bem fininha e tecidinhos que combinam com cada pecinha que faço.

Suas fontes de inspiração...

Em primeiro lugar está a minha imaginação, essa vai ao longe... rsrsrs
Nem quando vou dormir consigo parar de pensar no que quero fazer, tem sempre uma idéia fervilhando na minha mente; gosto de “ver” a peça pronta na minha cabeça pra saber se realmente vou gostar, geralmente monto o que vou fazer na minha imaginação e depois coloco em prática. Muitas vezes de uma coisa que vejo que não tem nada a ver com o meu trabalho, surge uma idéia. Mas existem duas ferramentas que uso demais, um caderninho onde anoto tudo que gosto, penso e que me encanta – certamente, dali sairá um novo trabalho - e a internet, onde pesquiso as tendências, cores, padrões e designs que junto com as minhas idéias e aí é só diversão e muito trabalho, até que a peça que foi idealizada esteja prontinha para ser usada.




Os materiais e as cores que mais te encantam...

A escolha do tipo de material usado para confeccionar as minhas peças é o mais importante, a qualidade da matéria prima é essencial para o resultado final do meu trabalho. Só uso tecidos 100% algodão e aviamentos de marcas que eu confie e que possa dar garantia de sua qualidade para meus clientes. Tudo que vou fazer tem que “encaixar” direitinho com a cor, padronagem e textura do tecido, passo horas (é verdade!) dentro das lojas de tecido escolhendo o que vou levar.
Quanto às cores... Ah! Aí eu literalmente viajo, adoro peças coloridas, não importa a estação do ano, eu abuso mesmo das cores e aviamentos, estou sempre colocando uma fitinha aqui, um botão ali, uma sianinha acolá, gosto de enfeitar a vida com cores e se meu trabalho é a maneira que tenho para fazer isso, então faço sem pena... rsrsrs




Suas preferências ao criar...



Hoje, as minhas preferências são acessórios femininos, apesar de também gostar bastante de acessórios para decoração, mas as nécessaires, colares, bolsas, carteiras... enfim, tudo que diz respeito ao universo feminino feito com tecido, me seduz demais!



Você trabalha sozinha ou possue uma equipe?

Conte um pouco como é sua rotina de trabalho...

Trabalho sozinha e em casa. Acordo às 06:00 todos os dias, até aos sábados, domingos e feriados e geralmente vou dormir depois da meia noite, eu e minha companheira fiel, minha máquina, que já é bem velhinha de guerra, uma singer zig-zag 242 que pertenceu a minha mãe, mas que não dou, vendo, troco e muito menos empresto. A minha sala, que virou o meu ateliê, é o meu mundo de criação, lá eu me perco nas horas combinando cores, estampas, aviamentos, misturada às linhas, agulhas e alfinetes. Apesar de não ser nada fácil conciliar a vida de artesã, com a de mãe e dona de casa... Eu amo muito tudo isso!!!



Ao caminhar, seus projetos e ideais...
Caminho sempre, com uma idéia na cabeça: SUPERAÇÃO! E quando falo em superação, abranjo tudo: Estudar (sonho em fazer um curso de corte e costura, pois nunca o fiz), aprender, ter mais dedicação e paciência, buscar sempre uma melhor qualidade em meu trabalho e através dela obter reconhecimento. Além disso, e principalmente, compartilhar mais, pois de que vale o conhecimento se o aprisionamos dentro de nós? Quanto mais ensinamos e compartilhamos, mais aprendemos.



Para quem está iniciando...

Persistência... essa é a chave! Não desistir ao primeiro entrave. Tente... erre e faça de novo, isso faz parte do aprendizado é assim que nos superamos. Ame e se divirta com o que faz. Crie... crie e recrie, procure um diferencial para o seu trabalho, e busque incansavelmente a qualidade de seu produto e do seu acabamento, esses são itens imprescindíveis para qualquer trabalho e com certeza, o reconhecimento virá.



Uma dica sua de artesanato...
Dicas são fundamentais, estou sempre à procura delas... Na verdade, acho que vou dar uns “macetes alternativos”....rsrsrs
Botões cobertos: Se você não tiver aquela maquininha de cobrir botões (que em muitos lugares é bastante cara, não só ela como também as matrizes) e desejar fazê-los... Seus problemas acabaram!!
Compre a matriz e faça o botão usando um martelo, é só cortar um circulo de tecido maior que botão, armar a matriz e dar umas três marteladinhas e está pronto, perfeito como se fosse feito na máquina. É bom apoiar a matriz em uma superfície resistente.
Viés: Se você quer aplicar um viés estreito em um trabalho, mas só tem do largo, não se preocupe, é só esticar o viés, como é cortado na vertical, ele estica com bastante facilidade ficando com a espessura que você deseja. Mas tenha cuidado com as emendas, se esticá-las demais, elas descosturam (eu realmente detesto essas emendas).
Borda redonda: Para quem, como eu, não tem habilidade para cortar curvas, vai uma diquinha: Coloque um pires ou um prato pequeno na borda do tecido e risque no tamanho que deseja, ficará uma curva perfeita e para que as bordas dos dois lados fiquem com o mesmo tamanho, dobre o tecido ao meio e corte as partes juntas.
Metalassê: Nunca comece um metalassê pelas bordas, faça o sanduíche (tecido, manta, tecido), alfinete, meça os intervalos, alinhave e só depois comece a quiltar, mas sempre do meio para as bordas e sempre prestando bastante atenção para não deixar que se formem pregas. Outra dica é deixar a parte da manta maior que o tecido, pois esta sempre encolhe um pouco quando é costurada.



Na sua opinião qual o diferencial do artesanato do Brasil com o artesanato de outras partes do mundo?
O Brasil tem uma coisa que nenhum outro país tem e que se chama DIVERSIDADE, esse é a meu ver, o grande diferencial do artesanato brasileiro. Temos aqui, influência de toda parte do mundo, pois somos donos de uma grande miscigenação cultural, isso faz com que tenhamos vários “Brasis” dentro de um só e que são traduzidos numa identidade própria de cada cultura através da riqueza das cores, dos materiais e principalmente da tradição regional que é passada por gerações.



Se vc fosse um aviamento, vc seria?

Ah! Com certeza seria uma linha multicolorida que junta, alinhava e costura várias partes de diferentes tecidos igualmente coloridos transformando-os numa imensa colcha de retalhos.




Uma pequena lição de vida...
Se não me engano, li isso no seu blog Quiane, gostei tanto que não saiu mais da minha cabeça, não sei se é bem uma lição de vida, mas nos faz refletir, pelo menos me fez!



"Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina". CORA CORALINA



Como a internet influencia o seu trabalho?

Disse uma vez e repito... A internet é para mim uma grande “banca de revistas”, onde pesquiso, busco inspiração e tendências, mas que a meu ver, deve ser usada com grande cautela, com muita parcimônia. Hoje em dia temos acesso a uma verdadeira “tsunami” de informações, quando nos propomos a divulgar o nosso trabalho na rede, sabemos certamente que seremos copiadas, o que não quer dizer que tenhamos de fazer o mesmo... Olho por olho, dente por dente? Definitivamente, NÃO! Temos que ter bom senso e entender que inspiração e pesquisa são bem diferentes de cópia. Trocar experiências e compartilhar o que sabemos é essencial, assim nos aperfeiçoamos e melhoramos, mas ao fazer isso, temos que desenvolver a nossa maneira de criar, dando um toque pessoal ao que fazemos imprimindo assim, o nosso diferencial, a nossa marca pela qual seremos reconhecidas.



Endereço do seu blog:

http://arteemfuxicoecia.blogspot.com/
Espero vocês por lá, as “portas” estão sempre abertas e com toda certeza serão muito bem vindas!!! Viva as Cores!!

7 comentários:

Vanessa Biali disse...

Que lindo o trabalho da Louise!
Adorei conhecê-la através dessa entrevista.
Bjs,
Vanessa

Naty Young disse...

Adorei a entrevista!
Parabéns!

Beijinhoss

♥ Luciana Casado ^-^ disse...

Adorei a entrevista, Quiane!!
Parabéns a Louise!

Vania Verçosa disse...

Parabéns a Louise e a Quiane por uma entrevista tão boa e construtiva, amei as dicas.

Beijos....

Artes D ♥ disse...

Gosto demais das entrevistas, sempre aprendo algo!
Desejo abençoado 2010 prá vcs!
Abr Rosenice

Manunamoral disse...

Lindona,

Adoreiiiiiiii.

Sumemo.

Bjotas sonoras.

Andrea Guim disse...

Olá!
Vim agradecer por acompanhar o Blog'Arte e conhecer seu blog!!
Venham sempre visitar!!
Bom fimdesemana!
Beijins!

add