As agulhas da Amélia

Nome: Maria Amélia
Idade: 46
Marca: As Agulhas da Amélia
Local: Interior de São Paulo

"Crafter" como hobbie ou profissão...

Hobbie....por enquanto! Quem sabe daqui a 3 anos também seja profissão.....por enquanto estou aprendendo, testando, experimentando, acertando, errando e fazendo um belo estoque de tecidos, livros, revistas....

Descrevendo o seu universo craft...

Linhas, agulhas, tecidos, fitas, rendas, botões, tintas, pincéis, cores, livros, revistas, natureza, desenhos, estampas...

E foi assim tudo começou...

Poxa eu nem lembro como meu interesse por craft foi despertado pela primeira vez mas acho que já nasci gostando. Agora falando de costura, o meu craft preferido no momento, começou quando fiquei em casa para tratar de um problema de saúde. Para me distrair tentei resgatar o crochê que aprendi aos 15 anos, só que quase não conseguia fazer porque sentia muitas dores nas mãos, então resolvi tentar o patchwork que conheci através de amigas que me convidaram para um passeio na feira de patchwork de São Paulo em 2008. Foi amor a primeira vista. Saí de lá com muitos retalhos, um cortador, régua e uma base de corte. Não parei mais.

A sua marca surgiu...

Quando montei o blog, o crochê era a estrela, então eu o batizei de "Adoro Crochet" crochet grafado com "t" no final porque já havia um blog chamado Adoro Crochê. Quando me apaixonei pela costura decidi encontrar um nome que ficasse entre as duas artes e aí surgiu "As Agulhas da Amélia". Agulhas servem tanto para crochê e tricô quanto para bordado e costura. E olha só, posso até me arriscar na acupuntura ou na área médica que o nome continua valendo (risos).

Suas fontes de inpiração...
Tudo que acho alegre e bonito me inspira. Como sou um pouco esquecida costumo arquivar imagens, desenhar minhas idéias ou fotografar coisas que achei bonitas. Acho que a natureza é muito inspiradora e adoro fazer fotos de flores para usar o zoom e ficar vendo os detalhes que a gente quase não percebe a olho nú. É incrível a combinação das cores que a natureza sabiamente faz nas flores, árvores, frutas, no céu, nos animais.... também gosto muito de desenhos infantis, minhas filhas já estão com mais de 20 anos e ainda tenho uma caixa cheia dos desenhos que elas faziam quando pequenas. Gosto da despreocupação que as crianças tem com a proporção das figuras e da ousadia das cores que elas usam. Os blogs, os livros e revistas também são uma inesgotável fonte.

Os materiais e as cores que mais te encantam...
Adoro todas as cores, acho que dependendo do astral ou da ocasião a gente prefere uma ou outra. Atualmente sou laranja, verde e azul. Agora os materias são os tecidos....ah se eu pudesse comprar todos que gosto....não teria onde guardar. As fitas de todo tipo (sianinhas, galões, rendinhas, babadinhos, fitas de cetim, de organza, fitilhos..) também me encantam.

Suas preferências ao criar...

Falando em tecidos, gosto de criar peças pequenas e utilitárias como coisas para cozinha, necessaires, coisas para crianças, para o ateliê. Adoro combinar cores, estampas e aviamentos como rendinhas, fitinhas, babados e botões.

Ao caminhar, seus projetos e ideais...

Meu ideal é viver em paz, ter saúde em casa e ser feliz com meu marido, minhas filhas, toda família e amigos. Gostaria de ver o mundo todo vivendo assim.

Para quem está iniciando...

Não se intimide diante das coisas lindas que os mais experientes fazem pois quando menos esperar seu trabalho será admirado até por eles. É só começar, tentar, errar, acertar...e se preciso for repetir muitas vezes essas 4 coisinhas e fazer com carinho e capricho.

Uma dica sua de artesanato...

Quando comecei a fazer patchwork eu tive a sorte de ter aulas com a Ana Maria Cosentino, uma professora super competente com diversos trabalhos publicados na revista "Patch&Afins". Naquela época eu não sabia combinar tecidos e ela me ensinou a olhar na borda deles e ver a paleta de cores. Quando vocês forem a uma loja de tecidos dêem uma olhada na borda das peças de tecido pois quase todas tem a paleta com as cores usadas na estampa. Com o tempo isso é dispensável mas no início quebra um galhão. E também nunca se esqueça de molhar os tecidos pois alguns desbotam ou encolhem, faça isso antes de guardá-los para não correr o risco de esquecer ou de deixar de fazer um trabalho bacana só porque o tecido que você queria usar ainda não foi molhado.

Se vc fosse um aviamento, vc seria

Seria um galão florido e bem colorido.

Uma pequena lição de vida...

"Tudo passa..." Quando se sentir muito por cima e estiver "se achando" demais ou quando estiver muito por baixo, muito triste, lembre-se disso. Só assim a gente reencontra o ponto de equilíbrio. Qual o endereço do seu blog:

http://adorocrochet.blogspot.com

sejam bem vindos nesse meu mundinho.

5 comentários:

Meu Cantinho disse...

Adorei a entrevista da Amélia tudo na vida começa com nossos erros e acertos por isso é bom não desistir nunca e ter bons mestres em nossa vida.............Adoro o blog de vocês cada vez está melhor um beijo.

Lin Sousa disse...

olá, tenho adorado as entrevistas .. aprendo muito com as dicas ..ótima ideia essa .. sugiro entrevista coma Ieda Klein, do agulhas e sonhos .. ela é uma fofa .. bjs lIN

Márcia disse...

Olá!
Adorei a entrevista com a Maria Amélia, sou fã dela!

Não só seus trabalhos em craft, crochet, são lindos, como ela consegue transmitir paz e harmonia em suas fotos.
Nas mãos da Amélia, qualquer coisa fotografada por ela, tem encanto e beleza.
Faz bem para a alma visitar o blog dela.
Bom final de smn!
Bjs!
Márcia França

♥ Carine Calé ♥ disse...

Maria Amélia Querida,
Adorei sua entrevista, realmente suas artes são muito lindas e tem um "quê" de especial!!!
Parabéns, Felicidades e muito Sucesso!!!
Beijinhosss
Carine

Maria Amélia disse...

Meninas, obrigada pelo carinho. Bjs

add